Deus criou a água, mas o homem fez o Vinho


Vinho

Blogues

English

Curiosidades

Imprensa






Os vinhos



Região: Regional Alentejo
Castas: Petit Verdot
Produtor: Sociedade Agrícola D. Diniz, S.A.
Preço: Entre 12.5? e 15?
Álcool: 13.5%
Enólogo: Pedro Pereira Gonçalves e Vasco Rosa Santos
Notas de Prova: Cor avermelhada no centro e granada à volta, no nariz destacam-se os aromas de fruta preta misturados com evidentes notas vegetais e sugestivos apontamentos minerais e de barrica, num fundo mais especiado e balsâmico, na boca apresenta-se um vinho equilibrado, ligeiramente seco mas com uma estrutura e volume assinaláveis, os taninos demonstram firmeza e o paladar está focado na envolvência da fruta negra com a pimenta preta, além de evidenciar notas minerais e um ligeiro tostado, o final de boca termina de uma forma bem prolongada.

Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Maio 2018

Rótulo: Petit Verdot MR, resultou de uma selecção de uma zona específica do nosso único bloco desta casta. Procurou-se nesta zona específica maior estrutura e concentração. Estagiou 18 meses em barricas novas de Carvalho Francês. Produção: 3571 garrafas. Served ideally at 18ºC. Enjoy and store carefully. Este vinho procura transmitir a singularidade da vinha que lhe deu origem através de uma enologia e viticultura inovadoras e singulares.

Fonte: http://osvinhos.blogspot.com/2019/01/5016-monte-da-ravasqueira-petit-verdot.html

5015 - Catarina 2017 (Branco) - 17Jan2019 23:44:00


Região: Regional Península de Setúbal
Castas: Fernão Pires, Arinto e Chardonnay
Produtor: Bacalhôa Vinhos de Portugal, S.A.
Preço: Entre 4? e 7.5?
Álcool: 13%
Enólogo: Filipa Tomaz da Costa
Notas de Prova: Cor amarela citrina e nariz rico em aromas florais e de fruta de caroço, envolvidos por breves notas abaunilhadas e citrinas, na boca é um vinho equilibrado, com uma acidez viva e um paladar cheio de fruta e tosta, além de breves nuances citrinas e uma leve sensação amanteigada, o final de boca termina com um comprimento médio e muito agradável.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Julho 2018

Rótulo: Fernão Pires, Chardonnay, Arinto, Notas subtis de madeira, acidez natural e final firme e complexo. 10-12ºC.

Fonte: http://osvinhos.blogspot.com/2019/01/5015-catarina-2017-branco.html



Região: Regional Alentejo
Castas: Alicante Bouschet, Aragonez, Touriga Nacional, Petit Verdot e Cabernet Sauvignon
Produtor: Adega Quinta do Zambujeiro
Preço: Entre 20? e 25?
Álcool: 15%
Enólogo: Alain Bramaz, Nuno Malta e Luis Lourinho
Notas de Prova: Cor rubi intensa no centro e um rebordo de tonalidade avermelhada, o nariz sugere aromas de frutos negros envolvidos por breves notas especiadas e florais, além de uma leve sensação apimentada, num fundo mais abaunilhado e levemente achocolatado, na boca apresenta-se um vinho encorpado e volumoso, com taninos finos e uma elegância notória, no paladar volta a dominar a fruta preta, acompanhada por notas de barrica e leves apontamentos minerais, terrosos e até apimentados, o final de boca termina com um comprimento prolongado e persistente.

Classificação Pessoal: ......................................17
• Data da Prova: Novembro 2018

Rótulo: Produzido na Quinta do Zambujeiro na Região de Borba (Portugal), este vinho é um blend das castas Alicante Bouschet, Aragonez, Touriga Nacional, Petit Verdot e Cabernet Sauvignon plantadas num solo xistoso. Este vinho encorpado de estrutura sólida foi feito a partir de uvas colhidas manualmente e estagiou durante 2 anos em barricas de carvalho francês. Foi engarrafado sem qualquer filtragem para conservar o intenso sabor e toda a textura. Por favor conserve abaixo de 15ºC.

Fonte: http://osvinhos.blogspot.com/2019/01/5014-terra-do-zambujeiro-2013-tinto.html



Região: Regional Alentejo
Castas: Viognier
Produtor: Sociedade Agrícola D. Diniz, S.A.
Preço: Entre 12.5? e 15?
Álcool: 13%
Enólogo: Pedro Pereira Gonçalves e Vasco Rosa Santos
Notas de Prova: Cor amarela com reflexos esverdeados, o nariz apresenta vivos aromas frutados acompanhados por uma subtil sensação mineral e até especiada, na boca é um vinho equilibrado, com uma acidez bem interessante e uma estrutura agradável, no paladar destaque para a fruta tropical envolvida por breves apontamentos minerais, com o final de boca a terminar com um comprimento e persistência médios.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Maio 2018

Rótulo: Viognier MR vindimado das zonas que apresentam mais frescura, fermentou e estagiou durante 6 meses em barricas de Carvalho Francês, a baixas temperaturas de forma a sentir em primeiro toda a expressividade da casta seguido da textura e complexidade da madeira. Produção: 3560 garrafas. Served ideally at 10ºC. Enjoy and store carefully. Feito com uvas de um bloco vindimadas em diferentes fases de maturação com o objecitvo de obter um conjunto fresco e complexo.

Fonte: http://osvinhos.blogspot.com/2019/01/5013-monte-da-ravasqueira-viognier-2014.html



Região: DOC Douro
Castas: Touriga Nacional, Touriga Franca e Tinta Roriz
Produtor: Sociedade Agrícola da Casa d'Arrochella, Lda
Preço: Entre 4? e 7.5?
Álcool: 13.5%
Enólogo: Luís Soares Duarte e Rosa Sequeira
Notas de Prova: Cor vermelha intensa e nariz agradavelmente marcado pelos aromas florais e de fruta do bosque, envolvidos por subtis nuances de especiarias e alguma barrica, na boca é um vinho equilibrado, com taninos redondos e estrutura e corpo médios, no paladar destaca-se a frescura e riqueza da fruta madura, apoiada por evidentes sugestões especiadas e tostadas, o final de boca termina com um comprimento médio.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Maio 2018

Rótulo: Castas: Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Roriz. Estágio: 9 meses em barricas de carvalho francês. Engarrafado em: Abril 2018.

Fonte: http://osvinhos.blogspot.com/2019/01/5012-vila-flor-reserva-2015-tinto.html



Região: Suiça
Castas: Garanoir e Gamaret
Produtor: La Cave de Genève SA
Preço: Entre 10? e 12.5?
Álcool: 13.5%
Enólogo: Florian Barthassat e Patrick Gräzer
Notas de Prova: Cor rubi avermelhada de média intensidade e nariz agradavelmente preenchido por aromas de fruta preta e notas de especiarias, num fundo subtilmente floral e vegetal, na boca é um vinho equilibrado, com taninos redondos e uma estrutura média, já o paladar sugere notas de frutos negros, cerejas e amoras, envolvidos por subtis nuances de pimenta preta, o final de boca termina com um comprimento de expresasão média.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Maio 2018

Rótulo: Cet assemblage, très séduisant, dégage des arômes de fruits noirs et d'épices parfaitement mis en valeur par sa bouche puissante aux tanins soyeux.

Fonte: http://osvinhos.blogspot.com/2019/01/5011-belles-filles-garanoir-gamaret.html


No passado dia 08/12/2018, realizei uma Prova do vinho tinto Olho de Mocho Single Vineyard Reserva 2016 do produtor Herdade do Rocim do Alentejo.

Gostaria de deixar aqui uma palavra de agradecimento ao Produtor Herdade do Rocim pelo interesse demonstrado em divulgar os seus vinhos no Blog Os Vinhos.

Olho de Mocho Single Vineyard Reserva 2016 (Tinto)

Região: Regional Alentejo
Castas: Alicante Bouschet e Trincadeira
Produtor: Herdade do Rocim
Álcool: 14%
Enólogo: Catarina Vieira e Pedro Ribeiro
Nota de Prova: Cor rubi profunda, intensa e muito concentrada, o nariz revela-se frutado e agradavelmente marcado pelos aromas de especiarias, tosta e ainda uma leve sensação mentolada, na boca apresenta-se um vinho jovem, encorpado e complexo, com taninos firmes, no paladar sobressai a fruta preta, além de delicadas notas especiadas e de barrica, terminando com um final de boca de comprimento médio/longo.
Classificação Pessoal: 16.5


Fonte: http://osvinhos.blogspot.com/2019/01/prova-do-vinho-tinto-olho-de-mocho.html



Região: DOC Douro
Castas: Rabigato, Códega de Larinho e Vinhas Velhas
Produtor: Sociedade Agricola Quinta de Porrais, Lda
Preço: Entre 7.5? e 10?
Álcool: 13%
Enólogo: Francisco Olazabal
Notas de Prova: Cor amarela de relativa intensidade e nariz frutado e ligeiramente tostado e especiado, num fundo mais citrino e subtilmente floral, na boca é um vinho equilibrado, com uma acidez correcta e uma certa complexidade, no paladar destaca-se a fruta madura e as notas de citrinos, terminando com um final de boca de comprimento médio.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Maio 2018

Rótulo: A Quinta de Porrais que pertenceu a Dona Antónia Adelaide Ferreira, está situada numa zona da Região Demarcada do Douro tradicionalmente conhecida pela alta qualidade dos seus vinhos brancos. Este vinho proveio de uma selecção das melhores vinhas velhas, com mais de 60 anos, plantadas em solos de xisto, situadas a 600 metros de altitude e onde predominam as variedades Rabigato e Códega de Larinho. Fermentou e estagiou em barricas de carvalho novas de 500 litros durante 8 meses. Enólogo - Francisco Olazabal.

Fonte: http://osvinhos.blogspot.com/2019/01/5010-quinta-de-porrais-reserva-2014.html



Região: Regional Alentejo
Castas: Touriga Franca
Produtor: Sociedade Agrícola D. Diniz, S.A.
Preço: Entre 12.5? e 15?
Álcool: 13.5%
Enólogo: Pedro Pereira Gonçalves e Vasco Rosa Santos
Notas de Prova: Cor rubi muito concentrada, praticamente opaca, no nariz revelam-se aromas de frutos pretos, compota e diversas especiarias, além delicadas notas minerais e até algo terrosas, na boca é um vinho complexo, encorpado e com um volume bem interessante, apresenta taninos finos e redondos e um paladar marcado pelos frutos negros amparados pelas notas de barrica, o final de boca termina com um comprimento interessante.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Maio 2018

Rótulo: Touriga Franca MR, resultou de uma selecção de cepas de várias zonas de 2 blocos de vinha. Procurou-se nestas zonas maior concentração, frescura e elegância. Estagiou 18 meses em barricas novas de Carvalho Francês. Tem potencial de guarda nos próximos 10 anos. Produção: 3269 garrafas. Served ideally at 17ºC. Enjoy and store carefully. Este vinho procura transmitir a singularidade da vinha que lhe deu origem através de uma enologia e viticultura inovadoras e singulares.

Fonte: http://osvinhos.blogspot.com/2019/01/5009-monte-da-ravasqueira-touriga.html



Região: DOC Tejo
Castas: -
Produtor: Quinta da Alorna Vinhos, Lda
Preço: Entre 15? e 20?
Álcool: 13%
Enólogo: Martta Simões
Notas de Prova: Cor amarela intensa com laivos de tonalidade dourada, o nariz revela elegância e complexidade, com a fruta madura agradavelmente envolvida por sugestivas notas tostadas e por breves nuances florais e minerais, na boca é um vinho volumoso e harmonioso, untuoso e com uma bela estrutura, no paladar é a barrica que domina a fruta, revelando-se um conjunto vivo e profundo, o final de boca termina longo e persistente.

Classificação Pessoal: ......................................17
• Data da Prova: Julho 2018

Rótulo: Este vinho é uma homenagem a Leonor de Almeida Lorena e Lencastre (1750-1839), quarta Marquesa de Alorna, poetiza portuguesa do Séc. XVIII, e uma das mais notáveis vozes do pré-romantismo em Portugal. Possuidora de uma esmerada cultura literária e científica, mulher activa e interveniente na vida política e cultural, incentivou o aparecimento de novas ideias estéticas. Martta Reis Simões Enóloga. Aceita da amizade o puro efeito, E se a todos os bens não excedesses, Dos bens te desejara o mais perfeito.

Fonte: http://osvinhos.blogspot.com/2019/01/5008-marquesa-de-alorna-grande-reserva.html



Região: Regional Alentejo
Castas: Nero d'Avola
Produtor: Sociedade Agrícola D. Diniz, S.A.
Preço: Entre 12.5? e 15?
Álcool: 13.5%
Enólogo: Pedro Pereira Gonçalves e Vasco Rosa Santos
Notas de Prova: Apresenta uma cor avermelhada com laivos de tonalidade granada, o nariz sugere um apimentado muito evidente e agradavelmente acompanhado por breves notas florais e de fruta vermelha, na boca é um vinho jovem, com taninos redondos e um volume médio, no paladar revela-se um vinho mais vegetal e apimentado do que frutado, cm uma leve sensação de barrica a marcar o conjunto, o final de boca termina com um comprimento médio.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Maio 2018

Rótulo: Esta casta Italiana encontrou no terroir do Monte da Ravasqueira condições favoráveis de adaptação. As uvas provenientes de uma parcela de apenas 0,65ha demonstram de forma característica, grande frescura e intensidade, dando origem a um vinho único e raro em Portugal que mantém as características originais mas expressa bem a frescura única e carácter mineral do nosso terroir. Estagiou 16 meses em barricas de carvalho francês. Produção: 3298 garrafas. Served ideally at 16ºC. Enjoy and store carefully. No terroir do Monte da Ravasqueira esta casta italiana procura manter todo o seu carácter de origem.

Fonte: http://osvinhos.blogspot.com/2019/01/5007-monte-da-ravasqueira-nero-davola.html



Região: Alemanha
Castas: Gewürztraminer
Produtor: Villa Wolf GmbH
Preço: Entre 7.5? e 10?
Álcool: 11.5%
Enólogo: Ernst Loosen
Notas de Prova: Cor pálida e ligeiro gaseificado, o nariz sugere delicados aromas de fruta tropical, bem como leves notas florais e citrinas, na boca é um vinho fácil, sem grande exuberância e com uma frescura correcta, no paladar volta a evidenciar fruta bem como uma leve sensação limonada, com o final de boca a terminar algo curto.

Classificação Pessoal: ......................................14.5
• Data da Prova: Maio 2018

Rótulo: A spicy, fruity white wine that shows off the aromatic charm of the Gewürztraminer grape. Juicy and fresh, it's terrific for sipping any time, and as a partner for spicy foods.

Fonte: http://osvinhos.blogspot.com/2019/01/5006-villa-wolf-gewurztraminer-2017.html



Região: Regional Alentejo
Castas: Sangiovese
Produtor: Sociedade Agrícola D. Diniz, S.A.
Preço: Entre 12.5? e 15?
Álcool: 13%
Enólogo: Pedro Pereira Gonçalves e Vasco Rosa Santos
Notas de Prova: Apresenta uma cor granada de média intensidade e um nariz relativamente complexo, onde a fruta vermelha madura se mistura com delicadas notas vegetais e até achocolatadas, num fundo mais especiado e mentolado, que também faz lembrar frutos secos, na boca é um vinho equilibrado, com uma agradável estrutura e taninos perfeitamente domados, no paladar sobressai a fruta madura e um leve tostado, bem como a sua componente vegetal e mineral, terminando com um final de boca de comprimento médio.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Maio 2018

Rótulo: Sangiovese encontrou no terroir da Ravasqueira condições óptimas de adaptação. Casta com características muito próprias expressa neste vinho todo o seu carácter e complexidade. Estagiou 12 meses em Barricas de Carvapresenta lho Francês com potencial de guarda nos próximos 10 anos. Produção: 6300 garrafas. Served ideally at 16ºC. Enjoy and store sefully. No terroir do Monte da Ravasqueira esta casta italiana procura manter toda a sua identidade de origem.

Fonte: http://osvinhos.blogspot.com/2019/01/5005-monte-da-ravasqueira-sangiovese.html



Região: DOC Alentejo
Castas: Arinto, Antão Vaz, Assario, Tamarez e Roupeiro
Produtor: Tapada do Chaves Sociedade Agrícola e Comercial, SA
Preço: Entre 15? e 20?
Álcool: 13.5%
Enólogo: Orlando Lourenço
Notas de Prova: Cor amarela intensa com laivos dourados e esverdeados, o nariz sugere aromas de frutos secos misturados com alguma fruta tropical e delicadas notas vegetais e citrinas, num fundo subtilmente fumado e até especiado, na boca é um vinho complexo, jovem e ligeiramente seco, apresenta um paladar mais frutado que citrino e ligeiramente mineral, terminando com um final de boca de comprimento médio/longo.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Maio 2018

Rótulo: Castas: Arinto, Antão Vaz, Assario, Tamarez, Roupeiro.

Fonte: http://osvinhos.blogspot.com/2019/01/5004-tapada-do-chaves-frangoneiro-2014.html


No passado dia 26/07/2018, teve lugar mais um Jantar onde se juntaram alguns Bloggers de Vinho.

Durante o jantar e respectiva Prova de Vinhos estiveram presentes os seguintes Bloggers:
- Pedro Rafael Barata (Blog Os Vinhos)
- Carlos Janeiro (Blog Comer, Beber e Lazer)
- Francisco Damião de Brito (Blog Vinho do Porto Vintage) e Arnaud Stevenot, Miguel Pedro, Pedro Sovela.

O Evento realizou-se com a apresentação e degustação dos vários vinhos que cada um teve a oportunidade de trazer consigo.



Vinhos degustados durante o Jantar:

Quinta do Ortigão Cuvée Bruto 2014 (Espumante)

Região: Bairrada
Castas: Arinto, Baga e Chardonnay
Produtor: Quinta do Ortigão Sociedade Agroturística, Lda
Álcool: 12.5%
Enólogo: Osvaldo Amado
Nota de Prova: Cor amarela citrina, o nariz revela aromas florais, acompanhados por uma delicada sensação cítrica e que faz lembrar algum biscoito, num fundo marcado por um subtil toque especiado e frutado, na boca apresenta-se seco e com uma bolha de expressão média, num conjunto de médio porte, no paladar dominam as notas citrinas e alguma fruta, com o final de boca a terminar com uma persistência agradável.
Classificação Pessoal: 16
William Hardy Limestone Coast Chardonnay 2016 (Branco)

Região: Austrália
Castas: Chardonnay
Produtor: Thomas Hardy & Sons
Álcool: 13.5%
Enólogo: Paul Lapsley e Tom Newton
Nota de Prova: Cor amarela de média intensidade, o nariz revela-se agradavelmente frutado, onde se destacam as notas de pêra e de pêssego, envolvidas por breves nuances de baunilha, na boca é um vinho fresco, cremoso quanto baste e com uma acidez relativamente vibrante, o paladar revela-se frutado, ligeiramente floral e tostado, com o final de boca a terminar com um comprimento e persistência médios.
Classificação Pessoal: 15.5
Chateau Beauchene "Vignobles de la Serrière" Châteauneuf-du-Pape 2014 (Branco)

Região: França
Castas: Bourboulenc, Roussanne, Grenache Blanc e Clairette
Produtor: Château Beauchene
Álcool: 14%
Enólogo: Michel Bernard
Nota de Prova: Não foi possível a Prova devido ao efeito TCA (cheiro a rolha).
Classificação Pessoal: 0
João Portugal Ramos Reserva Alvarinho 2015 (Branco)

Região: DOC Vinhos Verdes
Castas: Alvarinho
Produtor: João Portugal Ramos - Vinhos, SA
Álcool: 13%
Enólogo: João Portugal Ramos
Nota de Prova: Cor citrina e nariz delicado mas ao mesmo tempo complexo, as notas citrinas e minerais dominam um conjunto ligeiramente tostado e até vegetal, na boca é um vinho com um bom volume, seco e com uma bela acidez, no paladar domina a fruta madura acompanhada por sugestivas e elegantes notas de barrica, além de delicadas sugestões tostadas, o final de boca termina com uma persistência bem interessante.
Classificação Pessoal: 16.5
MR Premium 2015 (Rosé)

Região: Regional Alentejo
Castas: Touriga Nacional
Produtor: Sociedade Agrícola D. Diniz, S.A.
Álcool: 13%
Enólogo: Pedro Pereira Gonçalves e Vasco Rosa Santos
Nota de Prova: Cor salmão e nariz limpo, onde dominam as notas florais e leves nuances de fruta vermelha, num fundo subtilmente marcado pelas notas de baunilha, na boca é um vinho equilibrado, com uma acidez correcta e um volume médio, no paladar sobressai a fruta vermelha madura, além de leves notas vegetais e até tostadas, com o final de boca a terminar com um comprimento médio.
Classificação Pessoal: 15.5
Câmbio Blanc de Noirs Grande Escolha 2017 (Branco)

Região: Regional Tejo
Castas: Tempranillo
Produtor: Pitada Verde - Produção Agrícola, Lda
Álcool: 13%
Enólogo: João Batista
Nota de Prova: Cor amarelo palha e nariz subtilmente marcado por notas florais e de fruta tropical mas que são "abafados" pelos aromas de cola que marcam em demasia o vinho, na boca é um vinho fácil, com alguma frescura e uma acidez pouco expressiva, o paladar volta a evidenciar alguma fruta tropical e ainda breves notas citrinas e florais, agora mais "limpas" face ao que demonstrou no nariz, o final de boca termina com um comprimento curto.
Classificação Pessoal: 12.5
Dona Berta Reserva Rabigato 2004 (Branco)

Região: DOC Douro
Castas: Rabigato
Produtor: Hernâni Verdelho
Álcool: 13.5%
Enólogo: Virgílio Loureiro
Nota de Prova: Cor dourada com uma leve tonalidade salmão, o nariz revela notas de frutos secos e fruta bem madura, além de um leve toque fumado, na boca revela um corpo largo e alguma evolução, com as notas oxidadas e os frutos secos e em passa, termina de uma forma mediana.
Classificação Pessoal: 14
X3 Rosso Toscana 2015 (Tinto)

Região: Itália
Castas: Merlot, Syrah e Sangiovese
Produtor: Az. Agr. Tenuta Corbina di Rindi Monica
Álcool: 14.5%
Enólogo: -
Nota de Prova: Cor rubi de tonalidade avermelhada, o nariz sugere aromas de fruta preta, ervas aromáticas e uma delicada sensação especiada, num fundo mais vegetal e floral, na boca é um vinho equilibrado, seco, com uma estrutura média e taninos redondos, no paladar destacam-se as notas apimentadas e de fruta negra, acompanhadas por breves nuances tostadas, com o final de boca a terminar com um comprimento médio/alto.
Classificação Pessoal: 16
Viña Pomal Gran Reserva 2010 (Tinto)

Região: Espanha
Castas: Tempranillo e Graciano
Produtor: Bodegas Bilbaínas
Álcool: 14%
Enólogo: Alejandro López
Nota de Prova: Cor rubi concentrada no centro e uma auréola de tonalidade violeta e avermelhada, o nariz revela aromas de frutos silvestres e diversas especiarias, num fundo mais tostado e ligeiramente achocolatado, na boca é um vinho equilibrado, com taninos bem presentes mas nada pesados e um volume médio/alto, no paladar domina a fruta preta madura envolvida pela barrica e por leves notas minerais, com o final de boca a terminar com um comprimento médio/longo.
Classificação Pessoal: 17
Cortes de Cima Homenagem a Hans Christian Andersen 2012 (Tinto)

Região: Regional Alentejo
Castas: Syrah
Produtor: Casa Agrícola Cortes de Cima, Lda
Álcool: 14%
Enólogo: Hans Kristian Jorgensen
Nota de Prova: Cor rubi intensa e muito concentrada, o nariz revela aromas de frutos silvestres e pretos bem maduros, envolvidos por sugestivas notas tostadas, especiadas e que fazem lembrar caixa de charutos, num fundo ligeiramente balsâmico e resinoso, na boca é um vinho guloso, com um bom volume e um corpo cheio, no paladar domina a fruta preta muito madura, acompanhada por breves notas de pimenta preta e uma delicada sensação de cacau, o final de boca termina com um comprimento bem prolongado.
Classificação Pessoal: 17
Quinta do Ortigão Reserva Bruto 2010 (Espumante)

Região: Bairrada
Castas: Arinto, Baga e Bical
Produtor: Quinta do Ortigão Sociedade Agroturística, Lda
Álcool: 12.5%
Enólogo: Osvaldo Amado
Nota de Prova: Cor amarela levemente dourada e nariz ligeiramente evoluído mas muito bem preenchido por frutos secos, especialmente avelãs, sugestivas notas de biscoito e ainda uma leve sensação torrada, na boca revela uma bolha discreta, um volume agradável e uma ligeira secura, no paladar apresenta-se mais frutado e cítrico, com o final de boca a terminar com uma agradável persistência.
Classificação Pessoal: 15.5
Quinta do Cardo Colheita Tardia 2015 (Branco)

Região: DOC Beiras
Castas: Síria
Produtor: Quinta do Cardo - Companhia das Quintas
Álcool: 12%
Enólogo: Frederico Vilar Gomes e Luis Leocádio
Nota de Prova: Cor amarela de tonalidade dourada, o nariz apresenta-se muito frutado, destacando-se os aromas de pêssego e frutas cristalizadas, além de evidenciar notas florais e vegetais, na boca é um vinho untuoso, muito equilibrado e onde a doçura está em perfeita harmonia com a frescura apresentadas, no paladar revela-se mais melado do que frutado, formando um conjunto cremoso que termina com um final de boca bem prolongado.
Classificação Pessoal: 16.5
J.P. Vinhos Moscatel de Setúbal 1987 (Moscatel)

Região: Península de Setúbal
Castas: Moscatel de Setúbal
Produtor: JP Vinhos, SA
Álcool: 18.5%
Enólogo: Filipa Tomaz da Costa
Nota de Prova: Cor âmbar marcadamente acastanhada, o nariz revela notas meladas e torradas, além de breves nuances de frutos secos, sendo por demais evidente a sua evolução, na boca apresenta-se pouco expressivo e com uma estrutura simples, no paladar sobressai uma delicada sensação frutada e de caramelo torrado, além de breves notas de madeira, terminando com um final de boca curto.
Classificação Pessoal: 15
Barros Colheita 1977 (Porto)

Região: Douro
Castas: Várias
Produtor: Barros
Álcool: 20%
Enólogo: Pedro Sá
Nota de Prova: Cor amarela dourada de tonalidade acastanhada, o nariz revela uma evidente evolução, onde as notas de fruta muito madura se envolvem com alguns frutos secos e delicadas notas fumadas, a fazer lembrar vegetal seco, num fundo delicadamente marcado por algum couro, na boca apresenta um corpo de médio porte, alguma complexidade e uma elegância agradável, apesar da sua evolução, no paladar está menos expressivo, com os frutos secos a dominarem um conjunto ainda assim bem marcado pela madeira velha, o final de boca termina com um comprimento médio e uma persistência interessante.
Classificação Pessoal: 16
Madeira (Madeira)

Região: Madeira
Castas: -
Produtor: -
Álcool: 18.5%
Enólogo: -
Nota de Prova: Cor âmbar marcadamente acastanhada e nariz dominado por notas de mel, envolvidas por um ligeiro toque terroso e torrado, num fundo marcado por nuances queimadas, na boca apresenta uma evolução evidente e um corpo já sem a estrutura e acidez de outros tempos, no paladar volta a revelar-se mais melado e caramelizado, além de levemente especiado, terminando com um final de boca médio.
Classificação Pessoal: 15.5


Fonte: http://osvinhos.blogspot.com/2019/01/e-mais-um-jantar-de-bloggers-jul2018.html



Região: Regional Alentejo
Castas: Syrah e Viognier
Produtor: Sociedade Agrícola D. Diniz, S.A.
Preço: Entre 12.5? e 15?
Álcool: 13.5%
Enólogo: Pedro Pereira Gonçalves e Vasco Rosa Santos
Notas de Prova: Cor profunda de tonalidade rubi muito carregada, o nariz apresenta-se cheio de fruta vermelha e preta maduras, bem como marcadamente mineral e apimentado, na boca é um vinho tão equilibrado quanto complexo, encorpado e com um belo volume, no paladar revela-se mais especiado e mentolado, com a fruta preta em segundo plano, acompanhado por uma leve sensação de tosta, o final de boca termina com um comprimento médio/longo.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Maio 2018

Rótulo: Syrah 97%, Viognier 3% MR, resultou de uma selecção de cepas de várias zonas de um blocos de vinha. As uvas brancas Viognier fermentaram juntamente com o Syrah com o objectivo de transmitir frescura, elegância e maior longevidade. Estagiou 18 meses em barricas novas de Carvalho Francês e Americano. Tem potencial de guarda nos próximos 10 anos. Produção: 3374 garrafas. Served ideally at 16ºC. Enjoy and store carefully. Este vinho procura transmitir a singularidade da vinha que lhe deu origem através de uma enologia e viticultura inovadoras e singulares.

Fonte: http://osvinhos.blogspot.com/2019/01/5003-monte-da-ravasqueira-syrah.html



Região: DOC Lisboa
Castas: Arinto
Produtor: Wine Ventures SA
Preço: Entre 7.5? e 10?
Álcool: 13.5%
Enólogo: Manuel Pires da Silva e Maria Godinho
Notas de Prova: Apresenta uma cor amarela citrina brilhante, no nariz destacam-se soa aromas citrinos e tostados, envolvidos por evidentes nuances minerais e de fruta tropical madura, na boca é um vinho muito equilibrado, elegante e com uma boa estrutura, além de uma acidez bem vincada, no paladar destaca-se a envolvência entre a fruta madura, a tosta e ainda breves apontamentos minerais, com o final de boca a terminar com uma forma bem prolongada e persistente.

Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Novembro 2018

Rótulo: O Morgado de Santa Catherina, proveniente do Arinto de Bucelas das vinhas velhas da Quinta da Romeira, fermentou e estagiou em barricas de carvalho, o que permite estágios em garrafa até 15 anos. Acompanha bem pratos de elaborada confeção como peixe assado, cabrito assado e queijos fortes. Experimente! Servir a 10ºC.

Fonte: http://osvinhos.blogspot.com/2019/01/5002-morgado-de-santa-catherina-reserva.html



Região: DOC Douro
Castas: Touriga Nacional, Tinta Roriz, Touriga Franca, Tinta Barroca e Sousão
Produtor: Vinilourenço Unipessoal
Preço: Entre 12.5? e 15?
Álcool: 14%
Enólogo: Virgílio Loureiro e Manuel Ferreira
Notas de Prova: Apresenta uma cor rubi de intensidade alta e um nariz rico em aromas florais e de fruta vermelha madura, envolvidos por breves notas vegetais e de especiarias, num fundo mais tostado, na boca é um vinho equilibrado e fresco, com taninos redondos e um volume médio, no paladar volta a destacar-se a fruta e a madeira, com o final de boca a terminar com um comprimento médio/alto.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Maio 2018

Rótulo: Os vinhos D. Graça devem o seu forte carácter à excelência dos terroirs onde são produzidas as uvas, caracterizados pela dualidade xisto/granito, terras altas e baixas, encostas e terras chãs, vinhas novas e vinhas velhas e castas actuais e antigas. Feito com Touriga Nacional, Tinta Roriz, Touriga Franca, Tinta Barroca e Sousão, das terras altas do Poço do Canto, mostra o estilo poderoso do Douro e o carácter elegante do planalto Beirão, que permite bebê-lo já ou guardá-lo por vários anos.

Fonte: http://osvinhos.blogspot.com/2019/01/5001-d-graca-reserva-2013-tinto.html



Região: Nova Zelândia
Castas: Sauvignon Blanc
Produtor: Villa Maria Estate
Preço: Entre 7.5? e 10?
Álcool: 12.5%
Enólogo: Alastair Maling e Corey Ryan
Notas de Prova: Cor citrina pálida e levemente esverdeada, o nariz revela aromas de fruta tropical e evidentes notas vegetais, num fundo subtilmente citrino e que faz lembrar espargos, na boca é um vinho equilibrado e fresco, seco e com uma acidez média, o paladar apresenta-se frutado,muito citrino e vegetal, com o o final de boca a terminar com um comprimento agradável e com uma secura bem presente.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Maio 2018

Rótulo: A leader in sustainabilitty, innovation and quality, our family winery is recognised as na icon in the New Zealand wine industry. This wine is approachable and food friendly showcasing aromas of fresh green herbs and snow peas. On the palate, flavours of zesty limes and ripe passionfruit with a textural finish. Sir George Fistonich Founder and Owner. Organic wine.

Fonte: http://osvinhos.blogspot.com/2019/01/5000-villa-maria-private-bin.html



Região: Regional Alentejo
Castas: Alvarinho
Produtor: Sociedade Agrícola D. Diniz, S.A.
Preço: Entre 10? e 12.5?
Álcool: 13.5%
Enólogo: Pedro Pereira Gonçalves e Vasco Rosa Santos
Notas de Prova: Cor citrina e nariz agradavelmente dominado por aromas de citrinos e uma interessante componente mineral, num fundo mais vegetal e até floral, na boca é um vinho equilibrado, ligeiramente seco e com uma acidez agradável, no paladar destacam-se a fruta madura envolvida por evidentes notas limonadas e por uma breve sensação mineral, o final de boca termina com uma expressão média.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Maio 2018

Rótulo: Alvarinho MR, é proveniente de uma zona específica da vinha MR que em 2015 apresentou maior carácter varietal. Intensidade, frescura e mineralidade fazem deste alvarinho ummonovarietal invulgar e único na região onde se insere. Produção: 3460 garrafas. Served ideally at 10ºC. Enjoy and store carefully. Feito com uvas de uma zona selecionada e específica da vinha, a casta mantém toda a sua identidade de origem.

Fonte: http://osvinhos.blogspot.com/2019/01/4999-monte-da-ravasqueira-alvarinho.html



Região: DOC Douro
Castas: Viosinho, Malvasia Fina e Rabigato
Produtor: Quinta de Ventozelo Sociedade Agrícola e Comercial, S.A.
Preço: Entre 10? e 12.5?
Álcool: 13.5%
Enólogo: José Manuel Soares
Notas de Prova: Cor pálida e nariz rico em aromas de citrinos misturados com evidentes notas minerais e um leve toque mais floral, na boca é um vinho fresco e algo seco, com uma estrutura mediana e uma acidez agradável, no paladar sobressai a sua componente mais mineral e cítrica, face à fruta e a breves nuances vegetais, terminando com um final de boca de expressão média.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Abril 2018

Rótulo: Origem Seleção das melhores parcelas das castas Viosinho, Malvasia Fina e Rabigato cultivadas na Quinta de Ventozelo. Estágio Fermentado e estagiado com battonage em barricas de carvalho francês e húngaro de 300 litros durante 6 meses. Prova Aromas florais e de fruta bem madura, muito boa acidez, prova redonda, cítrico e mineral e um final persistente. Consumo Entradas, pratos de peixe, algumas carnes brancas, queijos e tarte de maçã. 12ºC.

Fonte: http://osvinhos.blogspot.com/2018/12/4998-ventozelo-reserva-2015-branco.html



Região: Chile
Castas: Chardonnay
Produtor: Viña Cono Sur
Preço: Entre 10? e 12.5?
Álcool: 13.5%
Enólogo: Matías Ríos
Notas de Prova: Apresenta uma cor amarela com laivos esverdeados e um nariz agradavelmente marcado por aromas florais e citrinos, envolvidos por sugestivas notas minerais e de barrica, na boca é um vinho fresco e cremoso, ligeiramente amanteigado e com uma acidez bem interessante, no paladar destaca-se a fruta madura, bem como evidentes sugestões citrinas e minerais, terminando com um final de boca médio/longo.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Maio 2018

Rótulo: Selected for its red clay soil and maritime influence, the Quebrada Alta (High Ravine) Block is located just 7 kilometers from the Pacific Ocean in the Casablanca Valley, where the Humboldt Current lowers the water temperature significantly, making it one of the coldest regions in Chilean viticulture. Exposure to coastal breezes and morning fog that covers the vines each day slows the grape ripening process, leading to a smooth, flavorful wine. Tasting Notes: Orange blossomand citrus aromas with a mineral and fresh palate. Our Single Vineyard wines embody the ideal terroir for each grape variety by optimizing the altitude, soil and climate conditions of the vineyard where it is grown. Matías Ríos Winemaker.

Fonte: http://osvinhos.blogspot.com/2018/12/4997-cono-sur-single-vineyard-block-n-5.html


No passado dia 13/07/2018, realizei uma Grande Prova Vertical do Vinho Branco Soalheiro Primeiras Vinhas Alvarinho, do produtor Quinta de Soalheiro da região dos Vinhos Verdes, juntamente com um grupo de amigos no restaurante Rubro, em Lisboa.

Esta prova foi efectuada com a degustação das últimas 7 colheitas: 2011, 2012, 2013, 2014, 2015, 2016 e 2017.


Soalheiro Primeiras Vinhas Alvarinho 2011 (Branco)

Região: DOC Vinhos Verdes
Castas:
Alvarinho
Produtor: Quinta de Soalheiro
Álcool: 13%
Enólogo: António Luis Cerdeira
Nota de Prova: Cor de ouro e nariz muito elegante e complexo, com as notas minerais e de citrinos bem maduros envolvidas por sugestivas nuances de madeira e fruta também já bem madura, na boca apresenta-se um vinho untuoso, estruturado e com uma evolução muito positiva, revelando uma acidez vibrante, o paladar destaca-se pela harmonia existente entre a sua componente mineral e floral, bem como a envolvência entre a fruta tropical madura e breves apontamentos limonados, com o final de boca a terminar longo e com uma enorme persistência.
Classificação Pessoal: 18
Soalheiro Primeiras Vinhas Alvarinho 2012 (Branco)

Região: DOC Vinhos Verdes
Castas:
Alvarinho
Produtor: Quinta de Soalheiro
Álcool: 13%
Enólogo: António Luis Cerdeira
Nota de Prova: Apresenta uma cor amarela de intensidade alta e um nariz rico em aromas minerais, de fruta tropical e citrinos maduros, além de uma leve sensação vegetal e especiada, na boca sobressai a sua frescura e elegância, além de revelar uma acidez vibrante, no paladar realce para a envolvência entre a fruta e os citrinos, muito bem apoiada por finas sugestões minerais, o final de boca termina com um comprimento prolongado e bem persistente.
Classificação Pessoal: 17
Soalheiro Primeiras Vinhas Alvarinho 2013 (Branco)

Região: DOC Vinhos Verdes
Castas:
Alvarinho
Produtor: Quinta de Soalheiro
Álcool: 13%
Enólogo: António Luis Cerdeira
Nota de Prova: Cor amarela intensa e um nariz cheio de fruta tropical madura envolvida por uma leve sensação tostada e evidentes notas de citrinos, num fundo marcadamente mais mineral, na boca é um vinho elegante, muito fresco e com uma acidez de belíssimo recorte, no paladar destaca-se a fruta, os citrinos e uma elegante componente mineral, o final de boca termina com um comprimento e persistência bem prolongados.
Classificação Pessoal: 17.5
Soalheiro Primeiras Vinhas Alvarinho 2014 (Branco)

Região: DOC Vinhos Verdes
Castas:
Alvarinho
Produtor: Quinta de Soalheiro
Álcool: 13%
Enólogo: António Luis Cerdeira
Nota de Prova: Cor amarelo citrino e nariz rico em aromas frescos de citrinos, acompanhados por sugestivas notas vegetais e frutadas, num fundo delicadamente tostado e muito mineral, na boca é um vinho harmonioso, com uma excelente acidez e uma elegância bem presente, no paladar realce para a envolvência e harmonia existente entre a fruta, os citrinos e as evidentes notas minerais, com o final de boca a terminar com um comprimento longo e persistente.
Classificação Pessoal: 17
Soalheiro Primeiras Vinhas Alvarinho 2015 (Branco)

Região: DOC Vinhos Verdes
Castas:
Alvarinho
Produtor: Quinta de Soalheiro
Álcool: 13%
Enólogo: António Luis Cerdeira
Nota de Prova: Cor amarela citrina, com delicados reflexos dourados, o nariz revela frescos e sugestivos aromas de fruta tropical envolvidos por elegantes notas minerais e de citrinos, num fundo subtilmente tostado e até fumado, na boca apresenta-se vivo, estruturado, volumoso e com uma acidez bem expressiva, no paladar realce para a harmonia existente entre a fruta, os citrinos e as notas minerais acompanhadas por um delicado e fino toque tostado, com o final de boca a terminar com um comprimento e uma persistência de grande nível.
Classificação Pessoal: 17
Soalheiro Primeiras Vinhas Alvarinho 2016 (Branco)

Região: DOC Vinhos Verdes
Castas:
Alvarinho
Produtor: Quinta de Soalheiro
Álcool: 13%
Enólogo: António Luis Cerdeira
Nota de Prova: Não foi possível a Prova devido ao efeito TCA (cheiro a rolha).
Classificação Pessoal: 0
Soalheiro Primeiras Vinhas Alvarinho 2017 (Branco)

Região: DOC Vinhos Verdes
Castas:
Alvarinho
Produtor: Quinta de Soalheiro
Álcool: 13%
Enólogo: António Luis Cerdeira
Nota de Prova: Apresenta uma cor amarela citrina e um nariz dominado pelos aromas de fruta tropical muito fresca, apoiados por sugestivas notas minerais e citrinas, num fundo subtilmente fumado, na boca apresenta-se muito equilibrado, elegante e vivo, com o paladar a revelar-se muito frutado e floral, além de evidenciar uma forte componente mineral e especiada, o final de boca termina com um comprimento médio/longo.
Classificação Pessoal: 16.5


Fonte: http://osvinhos.blogspot.com/2018/12/grande-prova-vertical-do-vinho-branco.html



Região: DOC Douro
Castas: Touriga Nacional
Produtor: Sociedade Agrícola e Comercial dos Vinhos Messias, S. A.
Preço: Entre 12.5? e 15?
Álcool: 14%
Enólogo: João Soares e Ana Urbano
Notas de Prova: Apresenta uma cor praticamente opaca no centro, com um rebordo de tonalidade rubi, o nariz revela sugestivas notas de frutos negros, tosta e tabaco, além de um evidente toque especiado e achocolatado, num fundo marcado pela pimenta preta, na boca é um vinho estruturado e complexo, com bom volume e taninos finos, no paladar dominam a fruta preta e as notas de pimenta e barrica, com o final de boca a terminar longo e ligeiramente seco.

Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Julho 2018

Rótulo: O criterioso acompanhamento da maturação das uvas de Touriga Nacional cultivadas na Quinta do Cachão, permitiu vinificar as melhores uvas da variedade provenientes de uma só parcela específica de terreno. Decorrida a fermentação alcoólica e maloláctica em barricas de carvalho francês, o vinho estagiou durante 9 meses onde se afinou, revelando-se de cor opaca e aroma concentrado, lembrando amoras muito maduras, especiarias e a elegância da floralidade característica da casta. Na boca, a sua enorme estrutura encontra-se domada num conjunto robusto e prolongado. 16º 18º C.

Fonte: http://osvinhos.blogspot.com/2018/12/4996-quinta-do-cachao-touriga-nacional.html



Região: Espanha
Castas: Verdelho
Produtor: Viñedos de Nieva S.L.
Preço: Entre 10? e 12.5?
Álcool: 13%
Enólogo: José María Herrero Vedel e Eulogio Calleja
Notas de Prova: Cor amarela com reflexos dourados e nariz dominado pela fruta madura e por sugestivas notas tostadas e fumadas, num fundo mais especiado e que faz lembrar notas de citrinos bem maduras, na boca é um vinho relativamente complexo, com uma interessante acidez e um certo amanteigado bem presente, no paladar realce para a envolvência entre a fruta madura e as notas de barrica, terminando com um final de boca de comprimento médio/alto.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Maio 2018

Rótulo: Vino blanco. Elaborado exclusivamente com uva de la variedad Verdejo sobre pie franco procedente de los históricos viñedos de Nieva (siglo XII), com cepas de edad superior a cien años.

Fonte: http://osvinhos.blogspot.com/2018/12/4995-blanco-nieva-pie-franco-verdejo.html